Canções para crianças

Canções para crianças

Fotógrafo e músico Gustavo Stephan lança “Catavento”, seu primeiro CD infantil  

catavento-cdA visão de mundo de Gustavo Stephan tem sido registrada em fotografias e canções ao longo dos anos. São quase três décadas dedicadas ao fotojornalismo e à música. Com a carreira de repórter fotográfico consolidada, Stephan lança, em junho, seu primeiro CD, Catavento, com repertório cuidadosamente montado para o público infantil.

– Comecei a fazer músicas infantis por influência de um amigo, o Paulo Chaffin, que também foi o meu primeiro professor de fotografia, em 1986. Na verdade, as composições musicais e as minhas fotografias nasceram juntas. Sou fotógrafo profissional, mas nunca deixei de fazer música. Tenho cerca de 80 composições e quase metade delas são infantis. Em 1990, ano em que minha filha Júlia nasceu, fui fazer um trabalho de fotografia na Escola Miraflores, e acabei sendo convidado para dar aula de música. Levei as crianças para a biblioteca, projetei minhas fotografias, toquei violão e pedi às crianças que pintassem suas interpretações das músicas e fotos. A escola gostou do trabalho e me contratou. A Catavento, que é outra escola de Niterói, soube do projeto e me convidou também. Acabei trabalhando quase um ano nas duas escolas e, inspirado por aquele universo infantil e também pela paternidade, fiz quase 20 músicas – diz Stephan, lembrando que desde criança tem interesse pelas duas atividades.

No CD, apenas duas canções não são autorais: “Fardo de Carinho” e Tempestade” são poemas da escritora Roseana Murray, transformados em músicas por Stephan.

– “Sandalinha” é o meu maior sucesso, várias pessoas aprenderam a tocar e, recentemente, teve uma versão em Galego do amigo Sérgio Tannus. Por isso, é a música de abertura. “Catavento”, que dá nome ao CD, era uma canção inacabada, que terminei embalando o meu filho Caetano, que nasceu 20 anos depois – conta.

Bach, Milton Nascimento, Caetano Veloso, Bia Bedran, Palavra Cantada e Beatles são as referências musicais de Gustavo Stephan. Bia Bedran é também madrinha do projeto Catavento.

– O CD é voltado para a criança pequena, mas acabou agradando os adultos, e a Bia Bedran fala sobre isso na apresentação do CD. Nunca gostei de música infantil que não valorizasse a inteligência da criança, temos que acreditar nas suas percepções – afirma o compositor.

Ouça um trechinho de “Sandalinha”, parte desse trabalho feito com tanta dedicação e carinho para os pequenos.

 

 

Comentar

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *