Educação do bem

Educação do bem

O compromisso de escolas e alunos em ações sociais

Solidariedade, comprometimento social, voluntariado. Estes conceitos ganham cada vez mais importância e têm sido colocados em prática em várias escolas. Apesar de não fazer parte do currículo obrigatório, são ações que costumam contar com a participação de todos os alunos e, muitas vezes, acabam se estendendo à comunidade.

Com duas unidades em Laranjeiras, a escola Curiosa Idade Educação Infantil promove diversas ações neste sentido. A instituição, que atende crianças de três meses a seis anos, promove anualmente um leilão de artes com as obras feitas pelos próprios alunos. Depois de expostos, os trabalhos são arrematados pelos pais e familiares e a renda é doada para uma escola irmã, no Vale do Jequitinhonha. Este ano, além desta ação, as crianças estão arrecadando brinquedos usados em bom estado e produtos de higiene, que serão doados a diversas instituições no Rio de Janeiro.

– Na Curiosa Idade, essa é uma prática que acontece há 19 anos, por meio das produções artísticas das crianças, que doam para integrar o Leilão de Artes, cuja verba, tradicionalmente, é revertida para nossa escola irmã, no médio Jequitinhonha. Ano passado e neste também, conversamos com eles e explicamos que a Creche Sant’Anna (uma creche beneficente de nosso bairro) estava passando por muitas dificuldades. Assim, ficou definido que uma parte iria para eles. É importante salientar que esta não é uma atividade beneficente, e sim de muita troca de experiências, pois as crianças do Colégio Estadual Ribeirão do Altar, durante esses 20 anos de parceria, vem contribuindo com o desenvolvimento de nossas crianças com o que eles têm de melhor. Cartinhas, lindos desenhos, poesias e receitas de ervas medicinais chegam periodicamente à Curiosa Idade. Com a Creche Sant’Anna, já havíamos ido lá com nossos alunos, mas esse ano os convidamos a visitar a exposição de Artes do Leilão e depois lancharam juntos – conta a educadora Fatima Amorim, uma das sócias da Curiosa Idade.

O envolvimento das crianças é grande, e acaba contagiando familiares e amigo, aumentando o alcance das ações.

– Todas as crianças se empolgam nesse movimento, mostrando-se orgulhosos do que fazem e dos efeitos disso para o outro. As famílias já compraram a ideia há muito tempo, e participam com emoção – avalia Fatima, ressaltando a importância das ações. – É assim, insisto, fazendo, que tocamos muitos dos que estão ao nosso lado e contribuímos com aqueles que tem menos.

No Colégio Cruzeiro, com unidades no Centro e em Jacarepaguá, o envolvimento dos alunos em ações sociais também começa cedo, com várias atividades desenvolvidas com crianças pequenas, desde os primeiros anos escolares. A partir do 6º ano, no entanto, os alunos podem atuar no projeto “A formação cidadã na escola”, inscrevendo-se para participar de atividades semanais orientadas por professores.

– O Departamento de Ação Social existe há 11 anos e atua em diversas frentes de trabalho, no contra turno escolar. Dentre as atividades: reforço escolar, recreação infantil, recreação adulta, conto de histórias, cantação, educação ambiental, alemão, esportes e liderança comunitária. As atividades acontecem uma vez por semana, na companhia de um professor responsável, durante o ano letivo. Ao término​,​ o aluno recebe um certificado ​de participação no qual consta a quantidade de horas ​em ​que ​atuou no projeto, ​e essa informação ​passa a constar no histórico escolar do aluno, ao concluir o ensino no Colégio Cruzeiro – explica a Luciane Hentschke, Coordenadora do Departamento de Ação Social do Colégio Cruzeiro. .

O projeto é planejado de forma que o aluno possa escolher, no ato da inscrição, sua forma de participação. Ter a oportunidade de realizar este tipo de trabalho dentro do ambiente escolar, segundo Luciane, ajuda na formação de cidadãos do bem:

– Eles se envolvem e fazem a ação de fato acontecer. O professor planta a semente em sala de aula e os alunos se mobilizam para a ação acontecer. Entendo que esse seja um dos principais objetivos da escola quanto à formação de um cidadão integral, de bem.

Este ano, o Colégio Cruzeiro promoveu campanha de apadrinhamento, convidando pais e responsáveis a presentear crianças assistidas por instituições sociais, com roupa, calçado e brinquedo para o Natal. A adesão superou as expectativas.

– O resultado dessa campanha foi surpreendente​, mais do que o esperado​. Apadrinhamos mais de mil crianças pelas duas unidades. No total, 13 ​instituições foram beneficiadas – avalia Luciane, destacando outras ações importantes desenvolvidas pelo Cruzeiro. – A ​arrecadação ​de café e biscoitos para o Hemorio, que está precisando de doações para o café da manhã dos pacientes​,​ e o Troca-Troca de uniformes e livros​,​que começará em dezembro. Considero de extrema importância para a questão da sustentabilidade.

 Foto em destaque: all-free-download.com

Comentar

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *