Vem, Joaquim!

Vem, Joaquim!

A jornalista Helen Couto fala da descoberta da gravidez

Com 15 semanas de gravidez. Foto: Luciana Carneiro

Com 15 semanas de gravidez. Foto: Luciana Carneiro

“Sempre amei crianças, adorava presentear e estar com os filhos das amigas, meus sobrinhos e afilhados. Então sabia e esperava ser mãe logo! Quatro meses depois de casada, em outubro, parei de tomar a pílula. Já no fim de novembro a menstruação atrasou e os seios cresceram, desconfiei.

Dia 7 de dezembro meu marido e eu compramos um teste de farmácia. Fiz e deu positivo. Mas achamos que tínhamos feito algo errado, então compramos mais dois testes. Fizemos mais um naquele mesmo dia, à noite, e deixamos o terceiro para o dia seguinte de manhã. Todos deram positivo! Mesmo assim preferi ir no dia 8 de dezembro, dia de Nossa Senhora da Conceição, fazer o exame de sangue. No fim do dia entrei no site para conferir o resultado e era verdade mesmo! Mas a ficha demora a cair, né!?

Na hora não espalhei a notícia. Somente os mais próximos ficaram sabendo. Então, marquei consulta com minha ginecologista/obstetra (para começar o pré-natal) e também com a minha amiga nutricionista (para tentar comer mais saudável). Logo depois precisei marcar uma dermatologista pois parecia que tinha voltado à adolescência, cheia de espinhas no rosto, colo e costas.

Mal-estar só sentia se ficasse muito tempo sem comer, e principalmente alimentos salgados. Percebendo isso não ficava mais de duas horas sem comer, tinha sempre um biscoitinho na bolsa. Fiz a primeira ultra e no Natal já comecei a ganhar presentes para o baby, mas de cores neutras!

Dia 21 de janeiro fiz a primeira ultra mais importante, a da translucência nucal, que é para ver se o bebê tem alguma síndrome e, graças a Deus, deu tudo bem.

Os enjoos melhoraram e a pele também. Percebi um aumento na vontade de fazer xixi… e sinto mais calor. É muito hormônio mesmo!

No final de janeiro (fim do primeiro trimestre) contei a notícia no trabalho e também voltei às atividades físicas, num lugar chamado Bem Gestar, onde a fisioterapeuta Alessandra dá aulas mesclando dança, yoga, pilates, numa turma de apenas 5 gestantes. O melhor é que tem massagem no final!

Consegui antecipar a ultra das 16 semanas, para saber o sexo, para a semana do meu aniversário. No dia 13 de fevereiro, acompanhada do meu marido, das duas avós e da minha irmã e dinda do baby, descobrimos que vem aí um menino! No meu aniversário, quatro dias depois, revelei o nome. Em cima do meu bolo estava escrito: “Vem Joaquim!”. E ele já ganhou quase tantos presentes quanto a mamãe aniversariante.

A expectativa é grande e é lindo e mágico ver essa vida crescer dentro de mim! Em abril vou tirar férias para ir a Nova York fazer enxoval, na companhia da minha mãe e da minha irmã, e também preparar o quartinho dele junto com a vovó paterna que é arquiteta. Já em maio pretendo fazer o chá de fraldas. E Joaquim vai chegar, espero que com muita saúde, no final de julho!”

Helen Couto

Para participar, mande seu texto para marta@quemcoruja.com.br ou fadua@quemcoruja.com.br. Sua história pode ajudar e inspirar muita gente.

 

Comentar

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *