Tratamentos estéticos na gravidez

Tratamentos estéticos na gravidez

Como cuidar da pele durante o período de gestação 

Manchas, espinhas, estrias. Tudo pode aparecer durante os nove meses de gestação. E poucos procedimentos estéticos são recomendados no período, por isso é bom redobrar cuidados que ajudam a prevenir problemas na pele, como uso de protetor solar e controle de peso.

Segundo a dermatologista Gabriella Albuquerque, da Sociedade de Dermatologia do Rio de Janeiro (SBDRJ), as principais queixas das gestantes são o surgimento de acnes no início da gravidez e as manchas no rosto. Mas o terror de muitas mulheres continua sendo as estrias que, infelizmente, não desaparecem após o nascimento do bebê.

– Elas podem ser amenizadas pelo uso de hidratantes durante a gestação, mas podem surgir independente disto por conta do estiramento da pele. Minha dica é evitar o excesso de peso neste período, procurando ter o aumento de peso compatível com o período gestacional ( o ideal é chegar a um aumento de nove quilos na quadragésima semana). Além disso, cada vez mais indicamos o tratamento com laser nos primeiros três meses após o nascimento do bebê – explica Gabriella.

De acordo com a SBDRJ, a partir do terceiro trimestre de gravidez, 90% das gestantes sofrem com estrias. O aparecimento acontece por conta do estiramento da pele e da quebra de fibras elásticas. A dermatologista indica o uso de hidratante à base de óleo de rosa mosqueta de baixa concentração, pelo menos duas vezes ao dia. Em relação à acne, comum pelo aumento da produção das glândulas sebáceas, a recomendação é lavar o rosto três vezes ao dia com sabonete neutro e uso de filtro solar e cosméticos não-oleosos. Já as manchas podem ser evitadas com o uso de filtro solar. Estima-se que de 50% a 70% das grávidas apresentam manchas pelo corpo.

– O aumento de progesterona no organismo potencializa a produção de pigmentos na pele, o que é agravado com grande exposição ao Sol – diz a dermatologista.

Alguns procedimentos até podem ser realizados durante a gestação. Mas somente se indicado por dermatologista e com conhecimento do obstetra que acompanha o pré-natal.

– No passado, a mulher não podia nem pintar o cabelo, com o avanço das tecnologias, alguns produtos foram liberados pelo uso, embora ainda existam poucos produtos aprovados para gestante. Para a renovação da pele, um procedimento estético que adoto é o laser véu da noiva, um peeling feito com laser fotona que causa renovação da pele sem prejudicar o feto – avalia Gabriella, lembrando que peelings de cristal, que são peelings mecânicos, também podem ser feitos neste período.

Fotoprotetores, hidratantes corporais (sem ureia), maquiagem (com exceção dos batons ricos em chumbo) e esmaltes (com exceção dos que têm ftalatos e etil metacrilato) são cosméticos liberados para gestantes. Ainda assim, é fundamental verificar na embalagem do produto se ele é próprio para uso na gravidez e tem registro na Anvisa. Na dúvida, consulte o médico.

Comentar

Seu e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *